GT Agenda 2030 destina € 98 mil em novo edital para projetos de promoção dos ODS como estratégia para superação das desigualdades

Serão apoiadas 12 iniciativas brasileiras de instituições que compõem formalmente o grupo; propostas serão recebidas até 9 de novembro

O Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GT Agenda 2030) vai destinar 98 mil euros para projetos de promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) como estratégia para superação das desigualdades, principalmente no contexto da pandemia da Covid-19. Serão apoiadas 12 iniciativas brasileiras de instituições que compõem formalmente o grupo e as propostas podem ser enviadas até o dia 9 de novembro pelo e-mail projetoue.gt2030@gmail.com.

Os projetos podem ter foco em uma ou mais dimensões da Agenda 2030 (econômica, social, ambiental) e/ou em um ou mais ODS. Terão prioridade as iniciativas que promovam a equidade de gênero e os direitos das mulheres e meninas, especialmente negras, quilombolas, indígenas e LBTI (lésbicas, bissexuais, transexuais e intersexos) de baixa renda, ações de fortalecimento do próprio GT e aquelas que incorporem elementos que respondam à pandemia da Covid-19.

Os recursos são oriundos de um projeto financiado pela União Europeia e serão compartilhados. Três projetos receberão 6 mil euros, cinco projetos receberão 8 mil euros e quatro serão contemplados com 10 mil euros. Os valores em reais serão definidos com base na cotação do euro pela qual os recursos recebidos da União Europeia serão convertidos. O dinheiro não poderá ser usado em despesas com compra, reforma ou construção de imóveis; viagens ao exterior; despesas realizadas em datas anteriores ou posteriores à vigência do contrato; e nem para finalidades diversas daquelas estabelecidas no contrato que será firmado com os aprovados.

Este é o segundo edital de seleção interna de projetos lançado pelo GT Agenda 2030. “Este ano estamos incorporando as preocupações com as consequências da pandemia da Covid-19, que escancarou ainda mais as desigualdades existentes no Brasil. Mas permanece a ideia de valorizar propostas que visem ao alcance do ODS 5, que trata da igualdade de gênero”, explica a coordenadora geral da Gestos e cofacilitadora do GT Agenda 2030, Alessandra Nilo.

O financiamento vai beneficiar instituições que compõem o GT Agenda 2030. Para tanto somente vão ser consideradas candidatas elegíveis as organizações não governamentais, movimentos sociais, fóruns e fundações brasileiras cuja adesão formal ao Grupo de Trabalho tenha sido oficializada anteriormente ao lançamento do edital. Os projetos obrigatoriamente devem ter duração máxima de seis meses, e serem executados entre 01/01/2021 e 30/06/2021, sem possibilidade de prorrogação de prazo.

Acesse aqui o edital completo.

Leia também:

3 Comentários

Deixe uma resposta para Juçara Portugal Santiago Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s