Carta de Princípios

As organizações, redes ou movimentos vinculados ao GT Agenda 2030 têm como missão a defesa de direitos e bens comuns, ou seja, aqueles cujo benefício não pode excluir qualquer membro da coletividade.

Nossa Missão
Acompanhar e incidir sobre a Agenda 2030 visando à garantia e promoção dos direitos econômicos, sociais, culturais e ambientais, e a superação das desigualdades.

Nossos Objetivos
Num contexto mundial caracterizado pelo aprofundamento de dinâmicas múltiplas que impactam todas as sociedades e marcado por amplas desigualdades, esperamos atuar nos espaços global e local, articuladamente, de forma a contribuir para:

  • Promover e qualificar a participação de organizações da sociedade civil brasileira em espaços mundiais/nacionais/locais, fortalecendo sua vocação de incidência e monitoramento das políticas internacionais. 
  • Mobilizar a atenção da sociedade para a importância do conteúdo das metas globais na formatação do modelo de desenvolvimento internacionalmente acordado, e seu impacto/ relação sobre as agendas locais.
  • Reunir e analisar informações sobre a Agenda 2030 para incidir sobre o processo de implementação dos ODS, particularmente por meio da incidência política planejada e contínua junto ao governo brasileiro.
  • Monitorar e se manter engajado no sistema das Nações Unidas, buscando participar e incidir sobre os processos que se seguirão em torno da implementação da Agenda nos próximos 15 anos.
  • Promover o desenvolvimento sustável, o combate às desigualdades e injustiças e o fortalecimento da defesa de direitos universais e indivisíveis, com base no pleno envolvimento da sociedade civil em espaços globais de tomada de decisão

Nossos Princípios

  • Igualdade: porque nos opomos à todas as formas de desigualdades, entre pessoas, grupos ou países, sejam elas de origem econômica, política, social, geracional, territorial, cultural, religiosa, de identidade de gênero e orientação sexual.

  • Diversidade: por entendermos que a diversidade não se opõe à igualdade, pelo contrário, são conceitos complementares e interligados. 
  • Solidariedade: trabalhamos coletivamente e cooperativamente, superando a concorrência, a exploração e as relações hierarquizadas. 
  • Respeito à pluraridade: reconhecemos e respeitamos a diversidade de opiniões, modos de vida e de posições políticas como legítimas manifestações do ser plural da humanidade e da complexidade da sociedade. 
  • Autonomia: atuamos em total autonomia frente ao Estado, aos governos, às Igrejas e aos partidos políticos. 
  • Transparência: trabalhamos promovendo o acesso às informações sobre a Agenda 2030, compartilhando informações. 
  • Confidencialidade: As informações tratadas como confidenciais, pelo grupo, não podem ser divulgadas sem autorização do autor/pessoa que compartilha a informação.