Congresso inédito em São Paulo debate o respeito à diversidade nas comunidades religiosas

Evento reúne lideranças políticas e religiosas, movimentos sociais e de defesa de direitos humanos, pesquisadores e interessados na relação espiritualidade e questões LGBTI+

Desde o dia 19 de junho e até este domingo (23), lideranças políticas e religiosas, movimentos sociais e de direitos humanos, pesquisadores e demais interessados na relação que envolve espiritualidade e questões e de defesa de direitos s LGBTI+ estão se reunindo em São Paulo (SP) para debater o respeito à diversidade nas comunidades religiosas, no 1º Congresso Igrejas e Comunidade LGBTI+. O mês de junho é marcado pelo Dia Internacional do Orgulho LGBTI+ e pelos 50 anos da Revolta de Stonewall.

Entre os objetivos do evento, que acontece na Paróquia da Santíssima Trindade e reúne cerca de 200 pessoas, estão promover a partilha de leituras de textos sagrados e bíblicos que evidenciam a conciliação da fé e das vivências LGBTI+ e oferecer um espaço de reflexão e troca em relação aos desafios para o acolhimento de pessoas LGBTI+ e de suas famílias em contextos religiosos.

A ideia também é produzir um plano de ação conjunta das distintas comunidades de fé e igrejas diante do crescimento dos fundamentalismos e fragilização de direitos LGTBI+ no Brasil, além de estreitar laços dos espaços religiosos e movimentos sociais em questões comuns, a fim de ampliar ações na sociedade que busquem minimizar preconceitos e a falta de entendimento sobre o tema.

“Infelizmente as igrejas evangélicas se tornaram parte do projeto do atual governo, que é LGBTfóbico, racista, misógino e classista, aderindo ao bolsonarismo e contribuindo ativamente com ele. Este é um momento em que as igrejas, as pessoas LGBT e aliados estão construindo uma frente de resistência, enfrentamento e acolhida das pessoas LGBT e para a defesa dos direitos dessa população”, afirma Flávio Conrado, da coordenação nacional dos Evangélicxs pela Diversidade.

Segundo ele, não há outro caminho a não ser a disputa de narrativas. “Estamos ao mesmo tempo celebrando e debatendo estratégias neste congresso, construindo alternativas, pensando em saídas para essa situação em que a igreja evangélica se encontra”, completa Flávio. O encerramento do evento será com o desfile de um bloco de religiosos neste domingo, na 23ª Parada do Orgulho LGBT, na Avenida Paulista.

Com informações do Brasil de Fato.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Leia também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s